Uma refeição

pexels photo 718742Sydney Troxell

Porque gostamos tanto de comer? Além de ser uma necessidade vital, deliciamo-nos ao estar sentados à mesa com a família e amigos, verdade? Há um certo prazer nisso! Neste ato, fomentamos a união e construímos memórias afetivas. Dialogamos, convivemos. Diria, até, que podemos resolver problemas à mesa.
Jesus, antes de morrer, desejou sentar-se à mesa com os seus discípulos. Partilhando, deu lições e deixou recomendações. Outras vezes, esteve sentado à mesa com amigos e também com pessoas inesperadas.
Se queremos doar uma refeição a desconhecidos, a quem necessita, podemos contactar projetos que, implantados no terreno, conhecem a realidade. Por exemplo, o Serve The City, a Acras, o Desafio Jovem, o Vigilante, Amigos de Rua, Associação Rute, enfim.
No entanto, podemos servir um pequeno almoço diferente aos lá de casa. Convidar para o almoço alguém que já não vemos há muito, ou fazer um jantar romântico com a sua cara metade.
O tempo passa e nem sempre aproveitamos tudo. Deixamos para amanhã, para outro dia, para quando tivermos tempo. A vida corrida de hoje exige-nos uma agenda. Porque não agendar uma refeição diferente?
Marque a data, o evento, a iniciativa. Decida agir e não deixe para amanhã o que pode fazer hoje. Alimente de modo altruísta alguém necessitado, faça uma refeição de amigos com palavras edificantes e abraços, misture bons ingredientes, saudáveis e cozinhe o seu repasto especial familiar com uma pitada de doçura. Ah, e convide sempre Jesus para a sua mesa. Bom apetite!
Foto: Sydney Troxell – Texto publicado na página Mulher Criativa

Todos os direitos reservados.
É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste texto, por quaisquer meios, sem prévia autorização, por escrito, da autora.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top