A minha mala de viagem

summer still life suitcase in field grass summer


As diferenças entre homem e mulher vêm-se nos aeroportos. Quem leva a mala maior?
Começo uns dias antes da viagem a fazer a mala e ouço reclamar ‘ainda faltam tantos dias…’. Pois é, desta forma, oriento tudo com mais detalhe, tudo programado.
Primeiro vem a roupa interior, contam-se as noites. Para a exterior, contam-se os momentos do dia. Se vamos para a praia, roupa de praia e para o jantar, o vestidinho. Não esquecer o chapéu e o protetor solar.
Num caderno, faço a lista dos conjuntos de roupa que previamente coloquei dentro da mala. Tenho a mania de levar roupa a mais (penso não ser a única), assim poderei escolher. Além disso, se existir a possibilidade de chuva, há uns impermeáveis fininhos que convém ter à mão e casaco se houver maior oscilação de temperatura.
Os sapatos, ténis ou sandálias são sempre escolhidos em função do local e roupa.
Cortar as unhas e fazer a depilação antes de ir de férias é boa ideia. Levar pinça e uma tesoura, dá sempre jeito (mala de porão) e não esquecer o pijama, escova do cabelo e dentes e fio dentário.
Relativamente aos objetos que necessitamos, há que guardar espaço na mala, por exemplo para carregadores, fichas adaptativas, sapatos de água, protetor de telemóvel (ambiente aquático) e os produtos de higiene pessoal dentro de bolsa impermeável (imprescindível para não ficarmos com a roupa molhada e pegajosa). No caso destes produtos, em viagens longas levo as embalagens que estão perto do seu fim. Em viagens curtas e mala de cabine, há sempre que ajustar em função das regras e levar menos de 100ml e nada de objetos cortantes. E se for o caso de um pais tropical, levam-se os anti mosquito e roupa mais comprida, ainda que esteja calor. Para quem é muito solicitada pelos mosquitos, como eu, não esquecer pomada para as borbulhas. Costumo usar um gel de aloé vera, muito fresco, que resulta tanto para isso, como para quem fica com insolação. Algumas outras necessidades: medicamentos de prevenção (levar só parte da embalagem), o meu shampoo, um saco para a roupa suja.
Geralmente, levo uma mochila comigo com itens pessoais. Um livro, lápis e borracha (tenho o hábito de sublinhar) um cabo para carregar o telefone, auscultadores, power bank, bilhetes de avião e documentos, óculos de sol (mesmo no inverno devido aos olhos claros), óculos de leitura, almofada para o pescoço, toalhitas das mãos, lenços de papel, batom de cieiro e às vezes, o perfume. Nunca podem faltar as pastilhas elásticas (pressão). Se me apetecer leio, escrevo no pc, visualizo filmes, porque o sono no avião não dura muito tempo. Por vezes, carrego alguns filmes no telefone, antes de viajar. Outro hábito é de abrigar o nariz, porque o ar condicionado me afeta as vias nasais, chegando a ter dor, há também que beber água.
A máquina fotográfica levo à parte ou então decido não levar e remeto-me ao telemóvel.
O que levo sempre? Um casaco ou camisola para vestir no avião, pois o ar condicionado gela-me. Se vou para algum país mais perigoso, não levo o meu relógio habitual, nem anéis, só a aliança. Gosto de levar os meus chinelos laváveis, seja para usar no chuveiro, secam e dão para o quarto. Se for para um ambiente de frio, levo mil e um casacos.
E não vale a pena levar a mala a abarrotar e fazer as figurinhas de nos sentarmos em cima dela. Se passarmos em lugares onde há escadas, torna-se mais difícil suportar o peso. Certa vez, a pega da mala de uma amiga saiu ao entrar num comboio e a mala dela era gigante! Isto porque se pretendemos trazer alguma lembrança, temos de ter espaço. Dentro dos sapatos cabem coisas. E tenho ainda o cuidado de pesar as malas antes de sair de casa, um detalhe que fará diferença.
(Conselhos: não deixe a sua mala sozinha no aeroporto, vigie sempre e não deixe que alguém lhe peça para levar a mala que não lhe pertence. Colocar identificação nas malas ou pormenores de diferenciação, escolher as que têm rodinhas são aspetos que nos irão beneficiar nalgum momento. Se tiver crianças pequenas, leve o seu bonequinho preferido e algo para se distraírem no avião. Para quem sofrer muito com a pressão será recomendado levar um descongestionante nasal.)
E assim chega o dia e sei que tenho tudo o que preciso, não havendo lugar para esquecimentos. Espero que gostem das dicas!

Foto: Jill Wellington

Todos os direitos reservados.
É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste texto, por quaisquer meios, sem prévia autorização, por escrito, da autora.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top