Natal (embrulhado)

80669696 2682620005184155 8496120695095296000 n

Este é um poema de Natal
Embrulhado de maneira tal
Que em jeito de exclamação
Vos trago um amor seguro no peito
Como oferenda ao vosso coração

Natal que é nascimento
Ignorado, esquecido por vezes
Brilham luzes cintilantes no advento
Mas apagadas as luzes da ribalta
Daquele que foi o real momento

Natal de há dois mil anos
Aqui hoje memorado
Jesus, esse menino que veio o mundo
O amor profundo nele figurado

Esse menino que muitos não quiseram acolher
Esse menino que tornado homem
Mais tarde
Com paixão por eles veio a morrer

Uma morte mas com significado
Morte que aniquila todo e qualquer pecado
Para que a chama do coração dos homens possa luzir
De novo, religados a Deus em devoção

Certos desse perdão
Teremos Nele a certeza da Salvação

Esse Jesus não está morto, não
Renasceu, reviveu, ressurgiu para o céu

Mas Ele
Pode renascer ai dentro
Bem dentro do teu coração!


Foto: internet

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

A glória é para o Senhor

Sou pequena, simAliás, não sou nada(reduzo-me a pó)O meu Deus é grandeO contraste nada igualaSem Ele eu pereçoÉ claro, nada mereço!Sua infinita misericórdiaSeu imenso amor e perdãoJá abrange todo o meu coração. Poderei ao mais

Leia mais »

É por Ti!

Diz Jesus(É por ti que eu estou aquiÉ por ti que eu morriÉ por ti que dei a minha própria vida Mas é por ti que eu esperoÉ por ti que não desistoÉ por ti

Leia mais »

Mais amor, mais amor!

«Permaneça o amor fraternal» Hebreus 13:1Este é um grito de dor Cultive-se por favor a doçura entre os viventesSejamos todos agricultores do bemTenhamos visão do além Semeie-se o amor aos molhosMolhos pesados, onde as lágrimas

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top