Inspiração noturna

pexels photo 414144 pixabay

Era noite, tardava
E o silêncio se fazia sentir
Eu por escrever ansiava
E isso de dormir me impedia

De facto pensei e até meditei
Que melhor seria não hesitar
Era hora de descansar
Mas…não mais podia esperar

O talento enterrar, não queria
E cada palavra emergia
Do – SENHOR- falar, pretendia
Começava a fervilhar

Foi de repente que pensei
Que seria deste modo
Em jeito de poema
Simples, melodioso

A inspiração aos poucos surgia
Estava difícil de aguentar
A noite que subia
E eu já não conseguia parar

A caneta pulava
Em meus dedos nervosos
Em riscos sinuosos
Aguçava cada palavra

De amor eu queria falar
Do amor excelso, bondoso
Daquele que é real
Do Todo-poderoso

Obrigado meu Jesus
Por tão grande compaixão
Cruz pesada, sofrida
Ali me deste remissão

Em minhas veias fazes passar
Sangue que vibra por te amar
Sangue quente, sopro divino
Sangue que me concede a vida

Sabes Senhor, não sou perfeita
Te agradeço o perdão
Minha vida testifica da tua Salvação

A beleza, o fulgor – emanavam
De teus braços estendidos
De mansidão transpiravam
Despertavam meus sentidos

Tua presença é paz
É doce mel, é prazer
É brisa que satisfaz
Que preenche meu ser

Senhor – a tua escolha – agradeço
Do mundo me tiraste
Sem ti eu pereço
Jesus – me transformaste
E nada eu mereço

Já era tarde ademais
Teria de acabar
Serão vespertino
(não seria demais
as palavras esgotar!)

Para em grande terminar
Palavras excelsas rebuscava
Meu pensamento trabalhava
Só para Te agradar

Foi então que decidi
Deitar p’ra descansar
A ternura que senti
Quero sempre experimentar

Assim…
Dedico-te com emoção
Letras tão singelas
(Aceita com devoção)
Podes enfim recebê-las!

Foto: Pixabay

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

O amor de Deus

Naquela noite estamos tristesVazios, sem alguémCusta o tempo a passarNem apetece ver ninguém Quantos passam por isto afinalA noite é escura e vaziaO sofrimento é infernalMas há UM que isto não queria Quantas vezes as

Leia mais »
quero

Quero!

Quero viver aventurasDeixar as travessurasSe correr e pularEstou Contigo bem seguraPois sei que não me vais abandonar. Criança não cansaE é preocupação se descansa Vou em frente, esforço-meSigo adiante, radianteE se o folego falta?Não quero

Leia mais »

Uma rosa e um cravo

Era uma vez uma linda rosa,Charmosa, cheia de risos e encantoPor sua vez, um cravo musical recatadoExalaram seu perfume inusitado No jardim da missão instruíram a semearUma rosa, um cravo que hoje nos deixam a

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top