Housework

21751983 1448953771884124 1669029046148416718 n


Mais um desafio escrito. Desta vez dedico a todas as donas de casa!

Era doméstica apurada
Estava sempre atarefada
Limpar – para si palavra crucial
No seu dicionário de afazeres

De manhã, a limpeza facial
(coisas de mulheres!), a despachar…
Numa corrida abismal
Leva os filhos ao infantário
Um de cada lado a chorar

Põe as mãos à cabeça
Nem sabe por onde começar
Arruma peça por peça
«Brinquedos no chão, alguém ainda tropeça!»
(pôs logo o rádio a tocar)

De avental à cintura
Assim começa as limpezas
Com panos de microfibra
Limpa todas as miudezas
E pó de cima das mesas

Com vinagre lava os vidros
As teias é com a vassoura
Aspira o corredor, quartos e cozinha
Dona de casa, rica senhora
Ninguém lhe dá valor
Por tudo fazer sozinha

Põe carne a marinar
Tem o forno ainda por limpar
Os lençóis faltam mudar
E almofadas arejar

«Tenho as carpetes que lavar!
A lixivia no Wc não pode faltar!»
Vai esfregando com força o calcário
Deixa as torneiras a brilhar
Mulher caseira tem calvário
Ninguém a quer assalariar

«Esta casa, que canseira»
está tudo uma sujeira!
As meias tenho pra coser
Os filhos pra buscar
As compras pra fazer
O jardim pra regar
E o jantar para adiantar!»

(Luvas – ela não gostava de usar)
Asseia ainda a casota do cão
O chão da entrada era sempre lavado
De balde e esfregona na mão

De sorriso na boca e incansável
É senhora de si e afável
Estende a roupa, põe a secar
Deixa a casa a brilhar
Seu trabalho é deveras rentável

À noite escolhe a roupa que vai lavar
(porque não gosta de acumular)
Depois lava a louça do jantar
Deita os filhos e canta-lhes uma música de embalar

«A limpeza do carro fica pra amanhã
Que também será dia se Deus quiser
Haverá roupa pra passar, filhos pra educar e tantas outras coisas pra fazer»
(Ainda fazia serão de dedal na mão!)


Foto. internet

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Olhar o Amanhã

Quero olhar o amanhãCrer no brilho da auroraQue se ergue bondosa para todos Quero confiar nos meus entes amadosQue me vão dizer a verdade, ensinando-me a vivenciar a dignidade Quero olhar o amanhã tendo a

Leia mais »

Não há palavras para te explicar (Deus)

Não há palavras que preencham…Não há palavras que permaneçam…Não existem, Não substituem Como a Tua voz…Não há palavras…Para dizer, para contar, para falarDo meu Deus, do filho Seu, do Seu Espírito Não há palavrasPara afirmar,

Leia mais »
pai

Ser Pai

Coisa maravilhosa, exemplo do nosso CriadorEle é Pai amoroso que torna um pai ditoso Mas ficou o mundo desvirtuadoDaquela que foi a Sua vontadeNuma aprendizagem do SerEntrou nesse mundo a maldade Por isso não há

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top