Evellis Magazine – E se voltasse a ser criança?

E se voltasse a ser criança

Ser criança. Todos nós já o fomos. Experiências boas e más são uma realidade na meninice. Nem toda a infância é plena de sorrisos (infelizmente!). Criança é para ser amada, protegida, cuidada. A realidade é que nem sempre tal acontece.

Encontramos um livro na Bíblia com ensinamentos valiosos – Provérbios. Destaco um versículo: «Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.» (22:6). Não será esta a indicação de Deus a cada educador? Mostrar, indicar o rumo certo a seguir para que a vida decorra sem incidentes desagradáveis (leia Prov. 22:15). E qual caminho? Um caminho reto, sábio, decente. Um caminho provido por Deus que garante um modo correto de se viver neste mundo. No entanto nem todos os educadores ensinam a criança neste caminho. Os desvios são muitos levando a criança ao sofrimento, à desventura. 4 de Junho é o Dia Mundial contra a Agressão Infantil.

  • Não instruir devidamente uma criança não será também uma forma de agressão?

A violência física, psicológica e sexual são como o pântano negro, sujo, lamacento, devastador que engole a criança para não mais ser ela própria. Violência que tem rosto, surgindo não raras vezes no seio familiar ou círculo de amizades, cativando a (inocente) confiança do menor. Os maltratos exacerbados às crianças por vezes são ocultos. A raiva ou o medo instalam-se naqueles pequenos corações. A vergonha de contar ou a dúvida inundam a criança. Denuncie! Não se conforme!

Hoje as muitas tarefas, a falta de tempo aliado à secularidade, a sociedade de informação e consumismo desenfreado conduzem pais a alienar a sua responsabilidade. Quantos filhos gostariam de ter um pouco de atenção dos seus adultos mais próximos…Os filhos podem e devem escutar conselhos dos mais velhos. Como vão parar para escutá-los se os adultos não derem esse exemplo? 

  • Já parou hoje para escutar o que o seu filho tem para lhe dizer?

Regras sim! Leia Provérbios 29:17 e saiba como pode viver tranquilo. Mas não irrite o seu filho propositadamente, ele desanimará (Col. 3:20,21). Ah, sabia que os órfãos têm Deus como seu defensor? Prov.23:10. Lembre-se também de que há valores na vida que nenhum dinheiro pode comprar. Não compre o seu filho, ele não está à venda! 

O desprezo é como arma agonizante para a criança. O meu conselho é que nunca se canse de dar afeto. Quando uma criança se sente amada ela sente-se segura. Capaz de enfrentar dificuldades porque tem um sublime suporte.

Desafio o leitor a imaginar-se criança de novo. O que gostaria de ver mudado? Como gostaria de ter sido tratado? Pense que se deseja o melhor para si, porque não agir de acordo isso mesmo?

  • Conhece a regra de ouro? É um princípio muito importante que Jesus, o Mestre nos deixou.

A pobreza…criança pobre sente amargura. Criança pobre morre. O que estamos a fazer individualmente para combater este flagelo? Teremos nós sentido de justiça? Não coloque venda nos olhos. Destape! Todos os dias podemos agir com doçura à nossa volta, amar e dar de nós. Abençoar a vida de outros. Experimente! Em 1989 as Nações Unidas adotaram a Convenção sobre os Direitos da Criança que convém que lembremos mas, remeto-me a um direito maior, mais válido e eterno outorgado por Jesus: (…) de tais é o reino dos céus» Mateus 19:14

Texto publicado na Evellis Magazine Portugal na Rubrica Floresco em junho de 2017, pág 92

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top