Dedicatória aos idosos

17992150 1299177713528398 2696123633005149623 n


Esqueceram-se de ti, nem sequer pudeste reclamar. Viraram-te as costas e mandaram-te calar.
E tu educadamente respeitaste tal gente.
Gente que prometeu amar-te mas, quando começaste a cambalear, não puderam aguentar.
Quando chamavas pelos seus nomes, estavam ocupados.
Sempre que precisavas deles para lhes falar a respeito de sabedoria, eles achavam-se num patamar superior.
E quando apenas querias recordar a tua vida eles respondiam-te que isso não interessava, pois pertencia ao passado. (Mas isso fazia-te viver!) Eles não sabiam o valor que estava junto deles – ficaram a perder.
E tu, ainda assim estás saudoso. Trouxeste uma flor para lhes dar, acabaram de a rejeitar (eles não a saberiam cuidar, entendes?)
Também já não tens a tua companhia….os dias são longos, eu sei.
A morte sabe o teu nome e chama-te. Não tenhas medo!

Foto: internet

Todos os direitos reservados.
É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste texto, por quaisquer meios, sem prévia autorização, por escrito, da autora.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top