Evellis Magazine – Coração aprisionado???

Coração Aprisionado

Como está o seu coração? Repleto de marcas? Por vezes sente-se isolada, tristonha, sem saber qual o rumo a dar à sua vida? Ou a ansiedade a inibe de viver o seu dia-a-dia prazeroso? É esta a imagem que concebo quando penso na expressão coração aprisionado. Um coração que não se pode exprimir verdadeiramente, que está amarrado. Uma carga emocional elevada fá-lo chorar? As más influências levam-no a direções perigosas ou não o deixam clamar? (Provérbios 15:13).

Pensemos no coração a que Bíblia alude para designar a fonte das nossas emoções e as mais profundas aspirações pessoais. Vejamos a partir de agora o coração, não como músculo mas, sim, como o centro do nosso eu. (Lucas 6:45)

Geralmente somos maus avaliadores de nós próprios. (Jeremias 17:9; Provérbios 21:2) Se todas nós pudéssemos ter um medidor dos níveis de felicidade do coração ou do seu stress, talvez percebêssemos qual o seu real estado. Em cada limite, soava assim o alerta e tomaríamos as devidas providências. 

Proponho que faça um auto exame ao seu coração. 

A Bíblia é a Palavra de Deus e através dela podemos conhecer o que Ele pretende para a humanidade. De facto, lá encontramos «medicação» preventiva para o coração, a fim de que este não desfaleça ou não se aventure em caminhos arriscados.

Desafio-a a conhecer Deus de modo íntimo. Só Ele é libertador. Entenda que por mais tristeza, pecado, ansiedade, ou problemas que o seu coração esteja a enfrentar, Ele a ama incondicionalmente. Sim, sem reservas, sem mas ou talvez. Nada o fará mudar de ideia quanto a esse facto. Ele quer o seu coração para o encher de amor, está de braços abertos para a receber e nem sequer pensa mal de si! «Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.» (Jeremias 29:11-13) A fé é o elemento que precisa para conceber esta realidade. Apesar de não conseguirmos ver Deus, podemos conscientizar da sua essência e «achá-lo». Como? Falando com ele. Fique sozinha no seu quarto, feche os olhos e se quiser ainda pode dobrar os seus joelhos em sinal de reverência. Admitindo que Ele a escuta, abra as grades do seu coração aprisionado, solte-o e comece por expor o que está lá dentro, entregue-lhe as suas preocupações. (Mateus 6:6) 

Julga que a dor do seu coração não pode ser apaziguada? Sente-se cativa? Saiba que Deus «Sara os quebrantados de coração, e lhes ata as suas feridas.» (Salmos 147:3). 

Esse coração escravizado pode sofrer uma ação transformadora. Deus alcança os mais profundos interesses e intenções do ser humano. Ele consegue escutar o que o seu coração sente, mesmo os segredos nele, enterrados. Só Ele pode dar-lhe um novo coração (Ezequiel 36:26). Admita as suas faltas. O seu coração liberto por Jesus proporcionará um contexto de vida diferenciado, ficando este mais sensível ao Espírito de Deus. (João 8:32)

Deus tem planos para o seu coração e pode mudar o curso da sua vida. «Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.» (Deuteronómio 6:5). 

Remova todo o entulho que o estava a obstruir. Obedeça a Deus para que o seu coração rejubile. «Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e que o buscam com todo o coração.» (Salmos 119:2.) 

Com o seu novo coração verá a sua vida de modo diferente. Perscrute as coisas boas com que ele se tem deparado a cada momento. 

Note, há uma promessa sobre os limpos de coração, aqueles que ambicionam ter o seu coração puro. (Mateus 5:8) Peça a Deus que o purifique. (Salmos 51:10)

Na presença de um coração revigorado, eis que surge o canto (Efésios 5:19), as confusões dissipam-se (Romanos 5:5) e a sabedoria será o seu cunho (Colossenses 3:16).

Por fim, não se esqueça de estimar o seu coração pois «Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.» (Provérbios 4:23) Experimente ver cada momento da sua vida como uma oportunidade para crescer e desenvolver um coração virtuoso (Filipenses 4:8).

Texto publicado na Evellis Magazine Portugal na Rubrica Floresco em Março de 2017, pág 97

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top