Brincadeiras

pexels photo 3662824

Cátia, a arisca, nunca parava de chatear Raquel.
Beliscava-a, fazia-lhe caretas e furtava-lhe as canetas.

Era demais! Nem sequer insistia em lutar pela amizade.

Certa vez a Cátia precisava de um papel, mas a amiga Raquel já zangada deu-lhe uma estalada.

A Cátia em necessidade de vingança distribui cartazes. A cara da Raquel aparece pintada de verde, mesclada de azul, às riscas brancas.

– A tua maldade cresce a cada dia…!

As duas passavam dias a inventar brincadeiras…

Histórias em 77 palavras. DESAFIO nº76. Foto: Cottonbro

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

doença

Doença malvada

O inverno dos sentidos tinha chegado repentinamente, impetuoso. Na cama do hospital, José cogitava o seu passado. Sonhava com aquela que fora a paixão da sua vida e abraçava-a no pensamento. Gemia de saudade. A

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top