Evellis Magazine – A Receita do Idoso Feliz

A Receita do Idoso Feliz

Quando falamos em felicidade, os nossos olhos tendem a refletir se a estamos a viver ou não. A pessoa idosa não é diferente! Como é que estão a viver os nossos velhos? Tristes (alguns) …imergidos na solidão!? A Bíblia dá-nos o mote: «Ouça o seu pai, que o gerou; não despreze sua mãe quando ela envelhecer» Provérbios 23:22.

Deus não se esqueceu de honrar os idosos. Deu-lhes o cabelo branco como sinal de grandeza (Provérbios 20:29).

Já observou o sorriso de um idoso? Não é algo maravilhoso? Muitas vezes a sua felicidade é-nos revelada por meio de lágrimas. Certo dia, através de um projeto inovador numa escola pública, pude comprovar isso mesmo. Adolescentes e jovens foram levar abraços (literalmente) e música aos utentes de um lar. É difícil descrever a imagem do momento, faces emocionadas e um nervoso miudinho misturado de sorrisos.

As várias estações da vida apresentam características diferenciadas. Quando o outono chega, os seus dias cinzentos lembram que o frio gélido se aproxima. Não será assim o envelhecer? 

Aprecio o termo em espanhol – «Personas Mayores». Maiores em sabedoria gerada pela experiência. Sim, eles merecem honra por parte dos mais novos! Desafio o leitor a ler Levítico 19:32 e I Pedro 5:5.

Sei que os seniores têm um potencial inacabado. Crê? Não posso deixar de aludir a um idoso que se lamentava com gemidos no corredor de um lar. Após a simples explicação e proposta para pintar uma peça, os seus dedos, de imediato, pegaram no pincel, os gemidos cessaram e a peça num instante ficou pronta. Noutro caso, foi-me oferecido um porta-chaves executado pela própria idosa. Lembro ainda um grupo que elaborou um poema coletivo e outra anciã que, limitada pela garrafa de oxigénio de que dependia, participou ativamente num jogo lúdico que envolvia movimentação corporal. Por vezes são os adultos que subestimam estas faixas etárias, sem lhes darem a possibilidade de se expressarem. 

Observe minuciosamente as pessoas idosas. (Têm tanto para dar e para nos ensinar!) É de notar o carinho pelos netos, o empenho afincado nas pequenas tarefas e a vontade de fazer bem apesar das limitações que vão surgindo. Eles precisam de se sentir úteis! (Pense nisto!).

Como podemos fazer os nossos velhinhos mais felizes? Julga que não têm expectativas? Experimente por si mesmo fazer-lhes a pergunta «O que o deixa feliz?». Confira desde já algumas respostas dadas por pessoas com mais de 60 anos: «Envelhecer de forma positiva»; «Amar com intensidade»; «Ter Deus na vida»; «Viajar»; «Comprar sapatos»; «Minha família»; «Poder sorrir em meio ao caos»; «Não me preocupar em envelhecer»; «Meus filhos»; «Estar com saúde»; «Ter uma história para contar à minha geração»; «Me sentir útil». E eu poderei acrescentar…’Não me sentir abandonada’. Certa vez, escutei de uma doente idosa acamada que o seu maior sonho era poder ver novamente o marido, uma vez que a instituição onde se encontrava não lhe permitia tal e a restante família não a ajudava.

Assim, que possamos elaborar receitas felizes para os nossos entes queridos enquanto é tempo. Porque se os anos da velhice já por si são «difíceis e cheios de sofrimento» (salmos 90:10) porque não ajudar a minimizar esse sofrimento? Sejamos promotores da sua qualidade de vida! Que cada família valorize a terceira idade! E que cada sénior possa olhar para Deus como o seu resgatador das aflições deste mundo (Salmos 25:16). 

Por último, saiba que doses repletas de amor na receita que, acredito que irá preparar, nunca vão ser demais! Acrescente-lhe a tolerância, o respeito e uma pitada de doçura. O resto deixo ao seu critério, (estas foram apenas algumas dicas…!)

Texto publicado na Evellis Magazine Portugal na Rubrica Floresco em Agosto de 2017, pág 87

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top