Sou crente

pexels photo 1769691Patricia McCarty

Ó senhor o que faço, dizemos na aflição
De servo não passo, mas noutra prisão

“Meu Deus ajuda-me!”
Dizemos nós na angústia
Súplica, sabemos
No tremor do coração

É “dó do faminto”
Mas sem nada fazer
“É carinho”, dizemos
Sem acção
Ficamos ali para ver

Vidas vazias, conhecemos
E nada então fazemos?
Dar O GRANDE a conhecer
É a nossa missão…
Ele é O Supremo
Ele é tudo, fiquem pois a saber

Mas “no mundo
Tereis aflições”
Fala o livro dos livros
É verdade! Concordamos afinal
Mas sempre nos queixamos
Quando aparece o mal

O maior acontecimento
É a cruz meu amigo!
Não vivas do momento
Deixa o desalento
E crê no Deus Vivo!

Aqui e agora
Não, não deites fora a maior alegria e sentimento
Despega o tormento
Aceita o preenchedor do coração
Aceita o Deus do amor, do perdão
Esta chama viva tu podes alcançar

A palavra tudo
Não encerra, sabeis!
Ele é o magnífico
O maior, O rei dos Reis

Andrea Ramos, 2009

Foto: Patricia McCarty

Todos os direitos reservados.
É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste texto, por quaisquer meios, sem prévia autorização, por escrito, da autora.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top