Macacada

64968325 2309712845808208 9139484183033282560 n

Burrice! (dizia o garoto à irmã)

Levas um croquete nesse traseiro que vais ter com os búzios da praia num instante.

Os manos não repararam que a comida do lanche desaparecera enquanto discutiam.

Chegaram a casa com medo que a mãe lhes batesse. Ela, limava carapaus. (Safaram-se de boa!).

Foi cada um para o seu quadrado. Sim, porque a casa mais parecia o jogo da macaca.

Fiteiros venham cá, já depressa! Imediatamente!

Era o princípio da macacada…


Histórias em 77 palavras. Desafio Nº 176. Foto: internet

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

banco

O banco do amor

De tanto esperar o amor, cansaram-se. Ele e ela puseram-se à janela. Cada um na sua.«Início da novela» comentaram os vizinhos. Para se alcançarem foram para a rua. Sentados num banco do jardim, aproximaram-se, por

Leia mais »
surpresas

Surpresas

– Bom, estavas aí a debitar e nem te lembraste que hoje faço anos… – Saber esperar é uma grande virtude… – É, eu sei, mas é quase meia-noite e nada… – O teu presente

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top