Coração de sangue

pexels photo 5340280Puwadon Sang ngern

Sentada na rua ao frio. Desesperada, ali fiquei, destapada de amor. Não esperava nada, nada me aguardava e, eu, sem querer, ali estava.
O meu gélido corpo iludia os transeuntes, fotografavam a estátua!
Podia vir o vento quente de leste, que não me aquecia.
Não nasci de sangue azul, não me lamentava. Vermelho, isso sim, vermelho vivo teimava em pintar a caixa de cartão debaixo dos meus pés.
E sempre que a chuva jorrava, desenhava um coração.

2017. DESAFIO ESCRITIVA Nº3 – escrita criativa (Em 77 palavras) Publicado no Blogue 77 palavras. Foto: Puwadon Sang-ngern

Todos os direitos reservados.
É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste texto, por quaisquer meios, sem prévia autorização, por escrito, da autora.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top