Coração de sangue

pexels photo 5340280Puwadon Sang ngern

Sentada na rua ao frio. Desesperada, ali fiquei, destapada de amor. Não esperava nada, nada me aguardava e, eu, sem querer, ali estava.

O meu gélido corpo iludia os transeuntes, fotografavam a estátua!

Podia vir o vento quente de leste, que não me aquecia.

Não nasci de sangue azul, não me lamentava. Vermelho, isso sim, vermelho vivo teimava em pintar a caixa de cartão debaixo dos meus pés.

E sempre que a chuva jorrava, desenhava um coração.

2017. DESAFIO ESCRITIVA Nº3 – escrita criativa (Em 77 palavras) Publicado no Blogue 77 palavras. Foto: Puwadon Sang-ngern

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

banco

O banco do amor

De tanto esperar o amor, cansaram-se. Ele e ela puseram-se à janela. Cada um na sua.«Início da novela» comentaram os vizinhos. Para se alcançarem foram para a rua. Sentados num banco do jardim, aproximaram-se, por

Leia mais »
desafios de escrita, uma questão de dignidade

Uma questão de dignidade

O problema? Qual martelo agigantado na minha cabeça! Desgostosa, despida de afeto, corri descalça ao jardim (refúgio sedativo!), pra no infinito desmaiar! As lágrimas regaram uma rosa solitária…desfolhei-a pranteando a solução. Um malvado espinho aguçado

Leia mais »
valeu a pena

Valeu a pena

Agosto. Não me esquecerei. Entendi o teu semblante. Senti a tua dor, o teu desgosto. Foi-se a tua mãe querida desta vida.Estive sempre lá, nunca a contragosto. Sabes quanto te gosto. A tua sincera amizade,

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top