A despedida

pexels photo 4271925 alleksana


Gritei! O gancho desprendera-se…

Foi tamanho o granizo…

Gemia só…permaneci naquela gruta fria, gelada, sem gabardine ou garra de existir.

Gotejava…gélida noite no globo.

Arrepiada, grunhia em ganidos de dor.

A garganta, essa? Ganhava gangrena… gengivas putrefactas! Gigantes gretas na pele, grave infeção!

Ganância, foi isso… Gambuzinos cobicei garimpar. Genial maluqueira!

A garota germinava a morte, garantia grande pranto às gentes da terra.

Em glaciar morte, gastou a vida, sem gozo, gargalhadas ou glórias… veio a despedida.

2016. DESAFIO nº57. 77 palavras. Foto: Alleksana

Assinatura-Andrea-Ramos

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução por quaisquer meios, salvo em breves citações com indicação da fonte, sem prévia autorização da Autora.

Partilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

desafios de escrita, um nada

Um nada

Apareceu esgrouviado. Cabelo desfeito, roupa manchada. A mãe teve um sobressalto! – Meu filho, o que aconteceu? E ele nada discorria. Atirou-se para o sofá e sentiu-se de novo criança mimada. A mãe abanou-o, clamou

Leia mais »
envelhecer

Envelhecer

Ela viu-se ao espelho. Espanto o seu… não compreendia aquele olhar, nem o rosto manchado. Virou-se. De lado, os ombros pareciam carregar uma tonelada. Porquê aquela figura de um dia para o outro? Esquecera-se que

Leia mais »
agrafador

Agrafador ao Peito

De agrafador no peito vivia donzela Maria. Guardara até aquele dia o amor bem agrafado. De tão apertado que estava o peito, Maria tossia, tossia. A tosse era seca parecia um elefante na savana ao

Leia mais »

Artigos Recentes

Redes Sociais

Scroll to Top