Há um sorriso

15195862 1137229596389878 9200453777127548509 o

Há um sorriso que eu desconheço
De quem me mostrou a luz do mundo
Por toda a vida não me esqueço
Deste amor, saudoso, profundo

Oh quanta agonia
Por não te conhecer
És pura lembrança
Simples fotografia
Essência do teu ser

Mãe, quantas vezes
Desejei
Beijar tua face, teu rosto
Dizer-te palavras bonitas
Almejei

O quanto choraste
Desconheço
Medito na razão, indignada
Sem ti, eu desfaleço
Sou vazio, sou nada

És dor em minh’alma
És sentimento sem fim
Por vezes
Procuro a calma…
Porque me abandonaste assim?

Viver sem ti é duro
Que és parte do meu coração
Amor, verdadeiro e puro
Careço dessa sensação

Um colo sempre quis
Alguém que me amasse
A tua ausência é silêncio
Nada me diz…
Apenas vivo
Como se por ti esperasse

Alguém desse amor ficou
Um bebé, uma vida
Há um sorriso: aqui estou
Sem ti…singela, desprotegida!

2000. (7 Maio – dia da Mãe). Foto: internet

Todos os direitos reservados.
É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste texto, por quaisquer meios, sem prévia autorização, por escrito, da autora.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top